Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

O QUE JESUS QUIZ DIZER SEGUNDO A KABBALAH

O que Jesus quis dizer
O Novo Testamento é claro sobre isto: Para as massas, Jesus falava em parábolas. Por quê? Você imagina tentar explicar “multi dimensões” há vinte séculos? Então ele simplificou a coisa, para trazer todos os pagãos de volta para os verdadeiros ensinamentos de Deus e da Torah. Para os seus discípulos mais próximos, Jesus revelou os mistérios kabalísticos da Árvore da Vida, a Trindade, a dimensão chamada de “Filho do Santo” e o mistério do Gólgota.
Palestra sobre Kabbalah, Cristianismo e Jesus com Billy Phillips   


Abaixo estão alguns exemplos.




Fonte:http://estudantesdekabbalah.com/2012/10/22/o-que-jesus-quis-dizer/

O RAV FALA SOBRE JESUS

O RAV FALA SOBRE JESUS
Kabalista Rav Berg compartilhou suas visões sobre o verdadeiro Jesus há alguns anos atrás. Eu pensei que seria bom compartilhar novamente uma vez que há tanta desinformação — algumas deliberadas, algumas por ignorância — sobre este assunto. Eu fui acusado por um rabino de ser um Missionário Cristão disfarçado de um estudante de Kabbalah por compartilhar verdades sobre Jesus que eu aprendi com o Rav e com o grande kabalista Rabbi Moisés David Valle. De qualquer forma, aqui está o que o Rav tem a dizer.

Segue a tradução das palavras do Rav: Billy Phillips: Tem bastante gente de todo o mundo, América do Sul, Europa, que são Cristãos e que amam os ensinamentos de Jesus, amam Jesus, mas mesmo assim se sentem atraídos pela Kabbalah. O que podemos dizer a eles, no que diz respeito a conexão entre Jesus, Kabbalah, Zohar e Rabbi Shimon? O Rav: Bem, não foi somente eu que determinei isso, mas muitos sábios antes de mim determinaram que Jesus era um kabalista. Ele conhecia o Zohar…

REVELAÇÃO E EMANAÇÃO - TEXTO SOBRE CABALA/JUDAÍSMO

Revelação e Emanação - Texto sobre Cabala / Judaísmo
(...) Sua criação não é o ato de formar algo do nada, mas o ato da revelação. A criação é uma emanação da luz divina; seu segredo não é o começo da existência de algo novo, mas a transmutação da realidade divina em algo definido e limitado - num mundo. Esta transmutação envolve um processo, ou um mistério, ou contração. Deus se "esconde", colocando de lado sua infinidade essencial e retendo sua luz infinita na medida necessária para que o mundo possa existir. Dentro da luz divina real, nada pode manter sua própria existência; o mundo torna-se possível somente através do ato especial da retirada ou contração divina. Esse não-ser divino, ou ocultamento, é portanto a condição elementar para a existência daquilo que é finito. (...)

(Rabino Adin Even Ysrael)


A "criação" não é o ato de criar algo do nada, mas o ato da REVELAÇÃO.

Tzimtzum=ocultamento

Revelação=emanação=evolucionismo


No ocultamento de Deus está o segredo da re…