Pular para o conteúdo principal

O LIVRO DE HERMES,O SÁBIO

O Livro de Hermes, o Sábio

O Livro de Hermes, o Sábio

Descrição

Kitāb Hirmis al-ḥakīm (O Livro de Hermes, o Sábio) é um texto sobre invocações, encantamentos mágicos e doses medicinais usados para o tratamento de doenças. O suposto autor, Hermes Trismegisto (Hermes, o três vezes grande), foi uma figura lendária nos mundos clássicos grego, romano e islâmico, a quem se atribuiu um grande corpus de escritos. O livro está organizado de acordo com as letras árabes dentro do sistema abjad (alifbā’jīmdāl e assim por diante). A discussão de cada letra começa com um diagnóstico de um homem adulto que é o sāḥib (companheiro) da letra, e continua com uma terapia prescrita envolvendo encantamentos (ocasionalmente de textos religiosos, como o verso do trono do Alcorão), bem como preparados botânicos e outros compostos medicinais. O texto prossegue e discute os casos de um menino, de uma mulher adulta e de uma menina descritos no mesmo estilo esotérico que o companheiro da letra em questão, prescrevendo a terapia adequada para cada um. A mitologia de Hermes Trismegisto tomou várias formas. Um antigo relato islâmico é de Abu Sahl al-Fadl ibn Nawbakht (falecido por volta de 815), astrólogo de muitos dos primeiros califas abássidas. Autores mais recentes citam Abu Sahl como quem identificou que Hermes era residente da Babilônia, expulso para o Egito com a queda do Império Persa para Alexandre. Tal relato teria ajudado a localizar a origem da astrologia de Hermes no território do Império Persa e, assim, sob a competência de Abu Sahl, um astrólogo de origem persa que trabalhava na corte dos califas em Bagdá. Pesquisadores modernos destacam a natureza variada das obras individuais no vasto corpus hermético no mundo islâmico, obras escritas em momentos diferentes, com diferentes finalidades e objetivos, unidas apenas por seus créditos de autoria em referência ao lendário Hermes. Este manuscrito, em escrita naskh e tinta preta com frequentes erros do escriba, é datado de 830 A.H. (1426-1427 d.C.), embora o estudioso A. Z. Iskander considere o manuscrito como uma cópia do século XX de um manuscrito mais antigo.

Fonte:https://www.wdl.org/pt/item/16769/#contributors=Hermes%2C+Trismegistus

Postagens mais visitadas deste blog

A ALMA E AS 10 SEFIROT

Árvore da Vida, mostrando os dez Sefirot.
A Alma e as Dez Sefirot Do livro “Kabbalah and Meditation for the Nations”, do Rabino Yitschak Ginsburgh – Capítulo 3 (2parte) Nós aprendemos na Cabalá que D’us criou o mundo por meio de dez sefirot — que são dez emanações da energia Divina. Estas sefirot permeiam e se manifestam dentro de cada aspecto da criação, inclusive, é claro, a alma humana, que foi criada à imagem de D’us1. Tanto a alma física quanto a alma Divina se manifestam por meio das sefirot, e ambas possuem uma estrutura completa de dez sefirot, as quais, conforma descreve a Cabalá, se dividem em três faculdades intelectuais e sete atributos emocionais/comportamentais2. As três sefirot intelectuais são sabedoria, entendimento e conhecimento, e também são chamadas de “as três primeiras [sefirot]”, ou o mochin (literalmente, “cérebro”). As setesefirot emocionais são bondade, força, beleza, vitória, reconhecimento, fundação e reinado, e também são chamadas de “as sete [sefirot] mai…

QUAL A SIMBOLOGIA DOS DIFERENTES TIPOS DE ESTRELAS ?

Significado da estrela de DaviQual a simbologia dos diferentes tipos de estrela?Na história das civilizações, a estrela já teve vários significados, do divino ao mais mundano. O segredo da interpretação está no total de pontas da figura
1) Pentagrama invertido Diferentemente do pentagrama, o pentagrama invertido tem uma interpretação mais sinistra, como um dos símbolos do ocultismo moderno. Com base no desenho do ocultista francês Stanislas de Guaita, o pentagrama com duas pernas para cima, inscrito em um círculo e com a cabeça de uma cabra dentro é o logotipo da Igreja de Satã. O ocultista Aleister Crowley também fez uso do pentagrama invertido, simbolizando a descida do espírito na matéria.
2) Pentagrama A estrela de cinco pontas pode ser encontrada em fragmentos de cerâmica de mais de 4 mil anos. Contudo, o símbolo foi popularizado por Pitágoras, que afirmava que o 5 era o número do homem, pois tanto a alma quanto o corpo poderiam ser divididos em cinco partes. Um dos primeiros usos do…

CONHECENDO A CABALA(KABBALAH) : O CÓDIGO POR TRÁS DA REALIDADE

O que é Cabala:


Kabalah é uma palavra hebraica que significa "recepção". É conhecimento espiritual judaico, que Moshê recebeu de D’us, os alunos de Moshê receberam dele, e assim sucessivamente no decorrer dos séculos. 

A Kabalah é a interpretação espiritual de toda a Torá, a compreensão do funcionamento interior das coisas, do mundo, de D’us, da alma, da Torá, e a vasta coleção de sabedoria oral e impressa que abrange e registra esse conhecimento. 

Contrário à opinião pública, a Kabalah não é magia: não envolve rituais estranhos ou eventos sobrenaturais. Também não tem nada a ver com psicologia pop. E certamente não lhe dará poderes psíquicos. 

Hoje existem a Kabalá e a Cabalá - (uso a letra "C" para destacar a diferença do Modismo frente uma Fisolofia Supra Racional transmitida de Mestre para Aluno por milhares de gerações!). 

Kabalá é um corpo de conhecimento extremamente extenso, quem conhece se cala, não divulga e busca constantemente o aprimoramento espiritual. Ela…